segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Maquete - Aquecimento Global

Maquete Aquecimento Global
Maquete simulando a emissão de gases poluentes

Maquete

Aquecimento Global


Para a Semana Cultural no Colégio Estadual Lucia Barros Lisboa, em Londrina, o 7º ano 'C' ficou responsável pelo tema "Aquecimento Global". Com a dica do blog Clube de Ciências, do Professor Robério, fizemos uma simulação da emissão de gases poluentes na atmosfera. A emissão de gases como dióxido de carbono (CO2), metano (CH4) e óxido nitroso (N2O), resultante principalmente da ação humana, contribui para reter o calor da radiação solar e provocar um aquecimento global além daquele considerado natural para a vida na Terra.
A maquete ilustrando o aquecimento global foi parte de uma maquete maior que representava uma cidade. Devido ao tempo escasso, as maquetes foram feitas sem a utilização de nenhuma escala.
Seguindo as orientações do blog do Professor Robério, os alunos fizeram o seguinte:

  • criaram a maquete de uma indústria no interior de uma caixa de vidro (para a confecção dos prédios foram utilizadas caixas de remédios, rolos de papelão - como os encontrados em rolos de guardanapos, e para a 'chaminé' que seria a principal poluente, foi utilizada uma embalagem de batatas fritas do tipo tubo. Apesar do interior desta embalagem ser revestida de alumínio, colocamos uma camada extra de papel alumínio no interior, para evitar que a embalagem fosse queimada.
  • Para fazer a fumaça, utilizamos dois ou três pedaços daqueles espirais utilizados para espantar pernilongos, acesos, no interior da 'chaminé'.
  • Para criar o efeito de 'poluição' foi necessário utilizar filme plástico (daqueles utilizados nas cozinhas para embalar alimentos) para cobrir a caixa de vidro, deixando alguns furos (fizemos quatro) feitos com caneta, para garantir que os espirais não se apagassem.
Espiral
Espiral repelente de insetos

Feito isso, foi só esperar a maquete ficar 'poluída'.

Maquete - Aquecimento Global
Em quinze minutos a poluição tomou conta da maquete

É importante fazer uma observação:
os espirais deixam um cheiro muito forte, é aconselhável que sejam substituídos por incensos
ou que a maquete seja montada em um espaço aberto.


Paralelamente à maquete, foram distribuídas algumas mudas de árvores para que os alunos plantassem em casa ou algum outro local adequado. As mudas que sobraram serão plantadas na escola.

Clique aqui para ver a atividade e as fotos da finalização da Semana Cultural, na qual os alunos plantaram mudas de árvores no colégio.
Os alunos se envolveram muito com o projeto e a dedicação de todos rendeu resultados gratificantes.

Abaixo você pode conferir como ficou a maquete.


Confira as fotos:
Share this post
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...

5 comentários:

  1. bom trabalho / tem salario?

    ResponderExcluir
  2. a maquete que meu filho Eduardo j.ajudou a fazer na escola ficou muito bonita parabés a todos que participarão ass: Adriana lourencine alves

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Adriana. Agradeço em meu nome e dos alunos.

      Excluir
  3. Se em vez do aquario de vidro, daria certo com uma caixa de plastico?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Talía...

      Uma caixa de plástico ou acrílico pode não oferecer muita segurança devido ao espiral repelente que fica queimando.
      No dia em que apresentamos a maquete foi sugerido que usássemos incenso pois o espiral repelente tem um cheiro muito forte. Nós não testamos mas acho que também oferece o mesmo efeito.

      Obrigado pelo seu comentário.

      Excluir

Lembre-se que seu comentário precisa de aprovação.

Um abraço do professor Júnior