Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Atividade - O Nome da Rosa

Atividade - Filme "O nome da rosa". Sugestão para o 1º Ano do Ensino Médio

Prova de História - 8º ano - 1º bimestre/2017 com gabarito

Prova de História - 8º ano - 1º bimestre/2017 www.professorjunioronline.com

Prova de História - 8º Ano - com gabarito

1º Bimestre/2017

***Postagem atualizada em set/2022***


Conteúdo da prova: Revolução Industrial; Era Napoleônica
Série/Turma: 8º Ano
Bimestre:  
Ano: 2017
Gabarito: Sim, ao final da postagem
Postagem publicada em 21/03/2017 e atualizada em setembro/2022



Abaixo, transcrição da prova de História - 6º ano - 3º bimestre, com gabarito. Arquivo para download e Gabarito das objetivas após a transcrição.


Transcrição da Prova

Atenção: As imagens não aparecem aqui na transcrição da prova, apenas no arquivo para download.

A chamada ‘Revolução Industrial’, iniciada na Inglaterra durante o século XVIII, trouxe mudanças significativas para a sociedade do século XIX. Sobre este período da História, responda os exercícios 1, 2 e 3.

1. Assinale a alternativa que indica alguns dos motivos que levaram a Inglaterra a passar pela Revolução Industrial. (0,5)
a) A tomada da  Bastilha  em  busca  de  munição  para  impulsionar  os  revolucionários e a Revolução Francesa.
b) A fuga da Família Real portuguesa e a abertura dos portos às nações amigas de Portugal.
c) Os cercamentos praticados nas terras de pequenos proprietários e a produção de algodão que passou a ser feita na própria Inglaterra com matéria-prima americana.
d) O fim da Idade Média e o enfraquecimento da burguesia, que havia se aliado aos senhores feudais e passava o poder definitivamente aos reis.
e) A diminuição da produção industrial e o início da agricultura em grande escala.
2. Cite 3 consequências do processo de industrialização ocorrido na Europa a partir do século XVIII. (0,6)

3. Explique brevemente como era cada uma das etapas que levaram à Revolução Industrial. (0,6)
Artesanato:
Manufatura:
Maquinofatura:

4. Qual foi a principal consequência da Revolução Industrial em relação às classes sociais? (0,3)

Eram cinco horas da manhã e o cortiço acordava, abrindo, não os olhos, mas a sua infinidade de portas e janelas alinhadas. (…) Das portas surgiam cabeças congestionadas de sono; ouviam-se amplos bocejos (…); pigarreava-se grosso por toda a parte; começavam as xícaras a tilintar; o cheiro quente do café aquecia, suplantando todos os outros; trocavam-se de janela para janela as primeiras palavras, os bons-dias; (…) a pequenada cá fora traquinava já, e lá dentro das casas vinham choros abafados de crianças que ainda não andam. No confuso rumor que se formava, destacavam-se risos, sons de vozes (…), grasnar de marrecos, cantar de galos, cacarejar de galinhas. (…) Daí a pouco, em volta das bicas era um zunzum crescente; uma aglomeração tumultuosa de machos e fêmeas. Uns, após outros, lavavam a cara, incomodamente, debaixo do fio de água (…). O chão inundava-se. As mulheres precisavam já prender as saias entre as coxas para não as molhar; via-se-lhes a tostada nudez dos braços e do pescoço, que elas despiam, suspendendo o cabelo todo para o alto (…); os homens, esses não se preocupavam em não molhar o pelo, ao contrário metiam a cabeça bem debaixo da água e esfregavam com força as ventas e as barbas (…). As portas das latrinas não descansavam, era um abrir e fechar de cada instante, um entrar e sair sem tréguas. Não se demoravam lá dentro e vinham ainda amarrando as calças ou as saias; as crianças não se davam ao trabalho de lá ir, despachavam-se ali mesmo, no capinzal dos fundos, por detrás da estalagem ou no recanto das hortas.

5. Nós vimos em nossas aulas trechos do livro de Aluízio de Azevedo, como este reproduzido acima. Considerando o fragmento do livro e nossos debates em sala, relate como você imagina a vida dos operários nas fábricas no início da industrialização. (0,6)

-------------------------------

-------------------------------


6. Assinale a alternativa que indica o golpe aplicado por Napoleão Bonaparte no dia 9 de novembro de 1799, pondo fim ao período do Diretório e dando início ao período do Consulado. (0,4)
a) 18 Brumário
b) Bloqueio Continental
c) Congresso de Viena
d) Abertura dos portos
e) Código Civil

7. Explique o que foi o Bloqueio Continental e quais os objetivos de Napoleão Bonaparte ao decretá-lo.(0,7)

8. Assinale a alternativa que indica a ordem correta do governo napoleônico. (0,4)
a) Governo dos Cem Dias; Consulado; Império.
b) Império; Consulado; Governo dos Cem Dias.
c) Consulado; Governo dos Cem Dias; Império.
d) Império; Governo dos Cem Dias; Consulado.
e) Consulado; Império; Governo dos Cem Dias.

9. País que enfrentou a fuga de seu príncipe regente devido às pressões de Napoleão Bonaparte. (0,4)
a) Inglaterra
b) França
c) Espanha
d) Portugal
e) Rússia

10. Ocorreu após a volta de Napoleão Bonaparte de seu primeiro exílio na ilha de Elba. (0,4)
a) Bloqueio Continental
b) 18 Brumário
c) Governo dos cem dias
d) Revolução Francesa

11. Dos fatos abaixo, assinale o único que não está relacionado ao fim do Império Napoleônico: (0,4)
a) Batalha de Waterloo
b) Devolução do trono da Espanha
c) Invasão da Rússia
d) Tomada da Bastilha

12. Escolha entre o enfrentamento de Napoleão contra Portugal ou contra a Rússia e relate-o nas linhas abaixo, citando suas principais consequências. (0,7)


Alternativa C

Exercício 2:
Sugestão de resposta:
Fortalecimento da burguesia industrial; aumento populacional nas cidades; desvalorização dos salários devido à maior oferta de mão de obra; aumento dos problemas sociais nas cidades.

Exercício 3:
Sugestões de respostas:
Artesanato (resposta do Jonas): "O trabalho era feito pelo artesão sozinho que fazia todo o processo desde a compra da matéria prima até a confecção".
Parabéns Jonas!
Manufatura (resposta do Jonas - outra vez!): "Era o trabalho feito principalmente de pessoas com a divisão social do trabalho e não utilizavam máquinas".
Parabéns Jonas!
Maquinofatura (resposta da Francielly): "Começou a utilizar máquinas a vapor para produzir; produzia muito mais e bem mais barato e com pouca mão de obra".
Parabéns Francielly

Exercício 4:
Sugestão de resposta (resposta da Beatriz):
"Elas foram divididas em 2: burguesia industrial e proletariado (trabalhadores)".
Parabéns Beatriz!

Exercício 5:
Sugestão de resposta (resposta da Sara V.):
"Deveria ter sido bem difícil, porque eles tinham 12h de trabalho e recebiam um salário muito baixo e isso era com a família inteira. Também imagino muitas brigas entre as famílias. Eles pareciam "escravos" do próprio trabalho".
Parabéns Sara V.!

Exercício 6:
Alternativa A

Exercício 7:
Sugestão de resposta (resposta do Davi):
"O Bloqueio Continental foi decretado, pois Napoleão não conseguia ganhar batalhas militares (navais) contra a Inglaterra, se militarmente não conseguia tentou estratégica e econômicamente, então decretou o Bloqueio Continental, que proibia qualquer país (europeu) de fazer comércio com a Inglaterra, caso algum país fizesse ele atacaria e o objetivo era enfraquecer a Inglaterra (...), só que alguns países não respeitaram e ele atacou, exemplo de Portugal e Rússia".
Parabéns Davi!

Exercício 8:
Alternativa E

Exercício 9:
Alternativa D


Exercício 10:
Alternativa C

Exercício 11:
Alternativa D

Exercício 12:
Sugestão de respostas:
Portugal (resposta do Gabriel D.):
"Quando houve o Bloqueio Continental ninguém podia fazer comércio com a Inglaterra, mas Portugal não obedeceu e continuou fazendo comércio com a Inglaterra e Napoleão ficou sabendo e decidiu invadir Portugal e o príncipe regente decidiu fugir para o Brasil com sua família e quando Napoleão chegou lá não achou nada e dizem ele até viu no horizonte os navios indo embora e também a decisão de Napoleão influenciou indiretamente na Independência do Brasil".
Parabéns Gabriel D.!

Rússia (resposta da Sara V.):
"A Rússia viu que a Inglaterra estava fazendo contrabando e decidiu aderir abrindo seus portos à Inglaterra. Napoleão descobriu e foi atacar a Rússia com mais ou menos 500.000 soldados. Rússia descobriu que Napoleão estava a caminho e fez uma estratégia chamada 'Terra arrasada', onde eles queimavam cidades onde Napoleão passaria, isso fez com que cada 'conquista' fosse um fracasso pois com tudo queimado e sem suplementos para o exército, muitos morriam, causando prejuízos a Napoleão. Ele viu que seria derrotado e decidiu recuar, ele só estava com 100.000 homens. Uma grande derrota!".
Parabéns Sara V.!





Comentários

  1. Professor,
    legal usar literatura nas suas aulas. Eu gosto muito dos dois, literatura e história.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário, ele estará visível assim que for aprovado.

Comentários anônimos podem ser publicados, porém não serão respondidos. Então, se quiser uma resposta, identifique-se. Ok?

Mais uma coisa, dependendo da correria do dia a dia, pode ser que eu demore um pouquinho para responder, mas pode ficar tranquilo que, cedo ou tarde, responderei.

Um abraço do professor Júnior!

Conteúdo Correspondente