Prova de História - 2º Ano - 2º bimestre/2019 + gabarito

D. Pedro II   www.professorjunioronline.com

PROVA DE HISTÓRIA

2º ANO
2º BIMESTRE/2019







:::::GABARITO:::::

Exercício 1a.
A Lei de Terras de 1850, ainda durante o Império, estabelecia que o acesso as terras, inclusive as terras devolutas (públicas) deveria ser apenas através de compra. A lei também estabelecia normas para posse e registro das propriedades rurais.

Exercício 1b.
Uma das consequências negativas da Lei de Terras foi a manutenção da tradicional concentração fundiária no Brasil. Ao longo do século XIX e XX, a lei dificultou a aquisição de terras pelos imigrantes europeus mais desfavorecidos que chegavam ao país, facilitando a sua exploração em propriedades produtoras de culturas como o café no interior paulista. Também praticamente excluiu os ex-escravos negros do acesso a propriedade, o que induziu ao êxodo rural para os espaços periféricos das cidades. Também estimulou a especulação fundiária e os conflitos pela posse da terra que vão dar origem aos movimentos sociais por reforma agrária existentes até a atualidade como o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra).

Exercício 2.
A produção cafeeira no Vale do Paraíba seguia os padrões tradicionais semelhantes ao Plantation do período colonial, ou seja, latifúndio, escravidão e a economia visava o mercado externo. A produção cafeeira no Oeste Paulista possuía uma mentalidade empresarial capitalista, surgiram ferrovias, a transição do trabalho escravo para o trabalho livre com a chegada dos imigrantes e os investimentos em outras atividades econômicas como a indústria.

Exercício 3.
Semelhanças: o aluno pode citar, entre outros, o latifúndio, a monocultura visando o mercado externo.
Diferenças: o aluno pode citar, entre outros: em São Paulo surgiu uma elite que podemos denominar de “burguesia cafeeira paulista” com mentalidade empresarial e empreendedora vinculada ao capitalismo internacional (bem diferente da elite tradicional do nordeste colonial). No nordeste colonial prevaleceu a utilização do trabalho escravo africano enquanto em São Paulo ocorreu a transição do trabalho escravo para o trabalho livre com a chegada dos imigrantes.




Exercício 4.
Alternativa D.

Exercício 5.
Alternativa A.

Exercício 6.
Alternativa B.

Exercício 7.
Alternativa D.

Exercício 8.
Alternativa B.

Exercício 9.
Alternativa A.

Exercício 10.
Alternativa B.

Exercício11.
Alternativa A.

Exercício 12.
Alternativa A.

Exercício 13.
Alternativa D.

Exercício 14.
Alternativa C.

Exercício 15.
Alternativa E.

Comentários

Conteúdo Correspondente