Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Encontre todas as provas de História disponíveis - 6º 7º 8º 9º

Todas as Provas de História Disponíveis no Blog (Ensino Fundamental) Encontre todas as provas de História disponíveis no blog para o Ensino Fundamental (6º, 7º, 8º, 9º) Pesquise por turma

Prova de História - 1º Ano Ensino Médio - 1º bimestre - com gabarito

Prova de História 1º ano Ensino Médio - professorjunioronline.com


PROVA DE HISTÓRIA

1º ANO - ENSINO MÉDIO
1º BIMESTRE/2022
COM GABARITO




Prova de História - 1º ano - Ensino Médio - 1º bimestre - Com Gabarito.
Conteúdo da prova: Introdução à História e às primeiras civilizações. Transcrição da prova abaixo. Prova para download e Gabarito das objetivas após a transcrição.



0,5 1. (Uel) Leia o texto a seguir.

Eu vi coisas que vocês não imaginariam. Naves de ataque em chamas ao largo de Órion. Eu vi raios-c brilharem na escuridão próximos ao Portão de Tannhäuser. Todos esses momentos se perderão no tempo, como lágrimas na chuva. Hora de morrer. (Disponível em: <https://pt.wikiquote.org/wiki/Blade_Runner>. Acesso em: 11 jul. 2017.)

 Esta é uma fala do androide Roy que queria eliminar Decard, no filme Blade Runner, o Caçador de Androides (1982), dirigido por Ridley Scott. No entanto, no combate, Roy o salvou da morte. Essa reflexão apresenta a noção de uma existência construída por múltiplas experiências as quais, que por serem as memórias de Roy, se perderiam para sempre. Com base nos conhecimentos hoje predominantes sobre os fundamentos da história, atribua V (verdadeiro) ou F (falso) às afirmativas a seguir.

(  ) Memória e história são noções diferentes, mas se complementam e interagem quando depoimentos orais são registrados em documentos.

(  ) A História privilegia, nos seus estudos, as experiências coletivas dos grandes grupos humanos, excluindo a vida do indivíduo comum.

(  ) A historiografia desconsidera a memória oral para registrar as formas culturais de compreensão do mundo.

(  ) Um fato histórico gera uma diversidade de documentos, e as interpretações sobre ele ressignificam o seu teor.

(  ) Nos museus e cemitérios, descansam os personagens históricos cujas ideias não mais afetarão os vivos.

Assinale a alternativa que contém, de cima para baixo, a sequência correta.

a) V, F, F, V, F             b) V, F, V, F, V             c) V, V, F, V, F             d) F, F, F, V, V             e) F, V, V, F, V

 

1,5 2. (Ueg) Grande parte da presença humana na Terra é explicada pelos historiadores tendo como referência o termo “pré-história”. Sobre esse período, explique o significado da revolução neolítica e discorra sobre as limitações conceituais do termo “pré-história”.

0,5 3. (UDESC) “Quem construiu Tebas, a das sete portas? Nos livros vem o nome dos reis, mas foram os reis que transportaram as pedras? Babilônia, tantas vezes destruída, quem outras tantas a reconstruiu? Em que casas da Lima Dourada moravam seus obreiros?” (Perguntas de um operário que lê. Bertold Brecht)

Heródoto de Halicarnasso, nascido no século V a.C., é comumente conhecido como “o Pai da História”. De acordo com o historiador François Hartog, Heródoto interessava-se, entre outras questões, pelas maravilhas e pelos monumentos considerados, muitas vezes, expressões da influência divina.

Considerando os questionamentos de Bertold Brecht, assinale a alternativa que contém a melhor interpretação para a frase de Heródoto: “O Egito é uma dádiva do Nilo”.

a) Atribui apenas à presença do Nilo o desenvolvimento do Egito, porém não considera a importância da presença humana, do trabalho empreendido na utilização do rio e dos benefícios naturais para o desenvolvimento da região.

b) Representa um anacronismo pois, no século V a.C., quando proferida, o Egito era ainda colônia do grande Império Bizantino.

c) Permite constatar o desconhecimento de Heródoto no que diz respeito à Geografia, uma vez que os rios que atravessam o território egípcio são Tigre e Eufrates.

d) Representa a profunda religiosidade do povo egípcio, o qual atribuía ao deus Nilo o desenvolvimento do Império, à época, no período pré-dinástico.

e) Atribui centralidade às ações do imperador Nilo que, entre os séculos VI a.C. e V a.C., administrou o processo de expansão territorial do Império Egípcio, sem, todavia, ressaltar a participação dos soldados que lutavam sob o comando do imperador.

07. (UFRN) Com a formação do Estado, no Egito Antigo,

 

0,5 4. (UNESP) [Na Mesopotâmia,] todos os bens produzidos pelos próprios palácios e templos não eram suficientes para seu sustento. Assim, outros rendimentos eram buscados na exploração da população das aldeias e das cidades. As formas de exploração eram principalmente duas: os impostos e os trabalhos forçados. (Marcelo Rede. A Mesopotâmia, 2002.)

 

Entre os trabalhos forçados a que o texto se refere, podemos mencionar a

a) Internação de doentes e loucos em áreas rurais, onde deviam cuidar das plantações de algodão, cevada e sésamo.

b) Utilização de prisioneiros de guerra como artesãos ou pastores de grandes rebanhos de gado bovino e caprino.

c) Obrigação de prestar serviços, devida por toda a população livre, nas obras realizadas pelo rei, como templos ou muralhas.

d) Escravidão definitiva dos filhos mais velhos das famílias de camponeses, o que caracterizava o sistema econômico mesopotâmico como escravista.

e) Servidão por dívidas, que provocava a submissão total, pelo resto da vida, dos devedores aos credores.

 

1,5 5. Amenófis IV, faraó egípcio da 18ª dinastia (1540-1307 a. C.), que iniciou o culto de adoração ao Sol, Aton, criando a primeira religião monoteísta de que se tem conhecimento. (...) Começou o seu reinado atribuindo-se o título de sumo-sacerdote do deus-sol, papel tradicional dos faraós do Egito, mas até então não incorporado nos seus títulos, e formulou então um novo nome dogmático para o deus-sol, Rá-Harakhty. Essa reforma religiosa caracterizou seu reinado estabelecendo um novo culto, de caráter monoteísta, no qual Aton, o disco solar, substituiu os outros deuses egípcios e especialmente Amon. A nova religião expressava a gratidão humana para com o deus solar, que com seu calor dava vida a todos os homens e animais.(http://www.dec.ufcg.edu.br)

 

Explique como a mudança religiosa ocorrida no Médio Império Egípcio está ligada à questão política.


0,5 6. (UFPB) Com relação ao Império Persa, é incorreto afirmar:

a) Os persas desenvolveram uma administração relativamente descentralizada, com base nas satrapias.

b) Os persas perseguiram ferozmente as religiões de outros povos, matando sacerdotes e destruindo templos, como foi o caso do templo de Salomão em Jerusalém.

c) A religião persa era o zoroastrismo, que pregava a existência de uma luta entre o mal e o bem, na qual o bem só seria vencedor no dia do juízo final.

d) As estradas e os correios foram bastante aperfeiçoados durante esse Império.

e) Os povos dominados pelos persas eram obrigados a pagar tributos e fornecer homens para os exércitos do Grande Rei.

 

0,5 7. (UFPB) Sobre os povos da Antiguidade Oriental, é correto afirmar:

a) A agricultura foi o principal fator de enriquecimento e desenvolvimento dos hebreus, devido ao aproveitamento das águas através de complexos e amplos sistemas de irrigação.

b) A religião constituiu a principal herança deixada pelos egípcios, de onde provém o monoteísmo judaico.

c) A guerra de conquista foi a principal característica dos sumérios, povo que construiu um império que se estendia do Egito às fronteiras da Índia.

d) O comércio marítimo marcou a presença histórica dos fenícios, que estabeleceram contatos com diversos povos, ao longo da costa do Mar Mediterrâneo.

e) A escrita cuneiforme, um das mais importantes formas de registro escrito, produzido em blocos de argila, foi a principal contribuição dos persas, povo que habitou a Mesopotâmia.

 

0,5 8. (UFC-CE) Leia com atenção as afirmativas a seguir sobre as condições sociais, políticas e econômicas da Mesopotâmia.

I.   As condições ecológicas explicam por que a agricultura de irrigação era praticada através de uma organização individualista.

II.  Na economia da Baixa Mesopotâmia, a fome e as crises de subsistência eram frequentes, causadas pela ausência de rios perenes e também pelas guerras.

III.  Na Suméria, os templos e zigurates foram construídos graças à riqueza que os sacerdotes administravam à custa do trabalho de grande parte da população.

IV. A presença dos rios Tigre e Eufrates possibilitou o desenvolvimento da agricultura e da pecuária e também a formação do primeiro reino unificado da história.

 

Sobre as alternativas anteriores, é correto afirmar:

a) Apenas I é verdadeira.

b) Apenas III é verdadeira.

c) I e IV são verdadeiras.

d) I e III são verdadeiras.

e) II e III são verdadeiras. 

 

 

Clique nos links abaixo e confira no site da Amazon opções de livros sobre o assunto abordado nesta prova:

Apologia da História: ou o ofício do Historiador (Marc Bloch)

História do Egito Antigo (Nicolas Grimal)

Egito Antigo (Encyclopaedia) (Sophie Desplancques)

A Mesopotâmia (Marcelo Rede)

Babilônia: A Mesopotâmia e o nascimento da civilização (Paul Kriwaczek)


Clique aqui para fazer o download da prova de História - 1º ano - Ensino Médio - 1º bimestre no formato Word.

Clique aqui para fazer o download da prova de História - 1º ano - Ensino Médio - 1º bimestre no formato pdf.


GABARITO das objetivas

1. A

3. A

4. C

6. B

8. B

 


Comentários

Conteúdo Correspondente