Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Todas as bandeiras da Copa do Mundo Qatar 2022 para download

TODAS AS BANDEIRAS DOS PAÍSES PARTICIPANTES DA COPA DO QATAR BANDEIRAS EM ALTA RESOLUÇÃO DE TODOS OS PAÍSES PARTICIPANTES DA COPA DO MUNDO FIFA DE FUTEBOL NO QATAR EM 2022 ARQUIVOS PARA DOWNLOAD Fifa World Cup Qatar 2022

Prova de História - 9º ano - com gabarito - Recuperação 3º bim/2022

Prova de História - 9º ano - www.professorjunioronline.com


Prova de História - 9º ano - com gabarito - Recuperação 3º bim/2022 



Prova de História - 9º ano - Com gabarito


Conteúdo da prova: Brasil: 1946-1964/Populismo
Série/Turma: 9º Ano
Bimestre: 3º - Recuperação bimestral
Ano: 2022
Gabarito: Sim, para as objetivas




Abaixo, transcrição da prova de História - 6º ano - 3º bimestre, com gabarito. Arquivo para download e Gabarito das objetivas após a transcrição.


Transcrição da Prova


1. Cite três características da Constituição de 1946.

2. Após a saída de Getúlio Vargas do poder em 1945 o então Ministro da Guerra do Estado Novo, General Eurico Gaspar Dutra, foi eleito presidente do Brasil. Sobre as características do seu governo, está incorreta apenas a alternativa:  
a) Uma nova constituição foi aprovada, substituindo a Polaca que havia sido outorgada por Getúlio Vargas.    
b) Houve um alinhamento com o bloco capitalista liderado pelos Estados Unidos e rompimento de relações diplomáticas com a União Soviética.    
c) Ocorreu a criação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDE), fundação da Petrobrás e início da campanha nacional “O petróleo é nosso”.    
d) Foi proposto o SALTE, um plano econômico desenvolvimentista que priorizava investimentos na Saúde, Alimentação, Transporte e Energia.   

3. Caracterize o crítico momento político brasileiro que antecedeu o suicídio de Getúlio Vargas.

4. É principalmente a partir de Getúlio Vargas (1930-45 e 1950-54) que o fenômeno entendido como industrialização passa a ser uma preocupação incentivada e sistematizada pelo Estado. Num segundo momento é Juscelino Kubitschek − JK (1956-61) que retoma e acelera o processo. Estabelecendo uma comparação entre os processos de industrialização desenvolvidos por Vargas e JK é correto afirmar que 
a) ambos se utilizaram do endividamento externo como fonte básica para desenvolver o processo, fortemente concentrado no eixo São Paulo-Rio de Janeiro, no período Vargas, mas desconcentrado com JK.    
b) ambos privilegiaram as indústrias de bens de consumo; no entanto, Vargas encarava as importações de produtos industriais como necessárias, fato que JK combatia com políticas protecionistas.   
c) enquanto Vargas adotou como prioridades os capitais nacionais, os estatais e as indústrias de base, JK promoveu a organização do espaço industrial à custa da internacionalização da economia.    
d) tanto Vargas como JK apoiaram-se no empresariado nacional que defendia a substituição das importações; no entanto, JK, com seu Plano de Metas, atrelou a industrialização à redução das desigualdades regionais.   
e) enquanto Vargas se utilizou de uma tripla base de capitais estatais, nacionais e internacionais, JK, refletindo o momento mundial de expansão das multinacionais, apoiou-se somente nos capitais internacionais.    

5. Os slogans, frases e trechos de músicas, frequentemente, são utilizados para facilitar a comunicação entre candidatos e eleitores. Ao longo da história republicana brasileira, diversos slogans, frases e trechos de músicas foram usados para promover campanhas eleitorais. Entre as alternativas abaixo, assinale aquela que associa slogan, frase e/ou trechos de músicas ao seu respectivo candidato a presidente.  
a) “Varre, varre vassourinha”, campanha presidencial de Jânio Quadros, em 1960. 
b) “Cinquenta anos em cinco”, campanha presidencial de Getúlio Vargas, em 1950.    
c) “Vote no brigadeiro, ele é bonito e é solteiro”, campanha presidencial de João Goulart, em 1964. 
d) “Bota o retrato do velho outra vez”, campanha presidencial de Juscelino Kubistchek, em 1955.       
e) “Plante que o Eduardo garante”, campanha presidencial de Eduardo Gomes, em 1945.    

6. Durante o período que estudamos durante este bimestre (1946 – 1964 – Populismo no Brasil), quais foram os presidentes eleitos que não terminaram seu mandato?

7. Caracterize o governo de João Goulart, desde a renúncia de Jânio Quadros até o golpe que o tirou do poder em 1964.

8. O conceito de "populismo" surgiu nos anos de 1950 tendo como base estudos de intelectuais que queriam compreender as mudanças políticas ocorridas em países da América Latina após os anos de 1930.  No Brasil, um dos governos considerados populistas foi o de Juscelino Kubitschek, também conhecido como JK, que inaugurou seu mandato prometendo grandes mudanças e projetos, em especial no que se referia à industrialização.  Fizeram parte do governo de Juscelino Kubitschek o slogan  
a) “Pra frente Brasil” e o plano de política econômica chamado de Plano Lafer.    
b) “Brasil de Todos” e o plano de política econômica chamado de Plano Trienal.    
c) “Cinquenta anos de progresso em cinco de governo: cinquenta em cinco” e o plano de política econômica chamado de Plano de Metas.    
d) “Varre, varre, vassourinha...” e o plano de política econômica chamado de Plano de Metas.    
e) “Brasil sem miséria” e o plano de política econômica chamado de Plano Real.

9. Entre 1945 e 1964, existiam no Brasil dois projetos de Nação que disputavam a preferência dos eleitores, o nacional estatismo, liderado por Getúlio Vargas, e o liberalismo conservador, liderado por Carlos Lacerda. Avalie as informações abaixo listadas.
I. O Estado devia intervir na economia.
II. Abertura total às empresas e aos capitais estrangeiros.
III. O Brasil deveria alinhar-se com os EUA incondicionalmente.
IV. Criação das empresas estatais em áreas estratégicas.
A alternativa que apresenta propostas do liberalismo conservador é 
a) I e II.   
b) I e III.   
c) II e III.    
d) II e IV.   
e) III e IV.  

10. “O período que correspondeu à presidência de Juscelino Kubitschek (1956-1961) pode ser definido por uma palavra: desenvolvimentismo. O Plano de Metas, primeiro projeto de planejamento para o desenvolvimento econômico desencadeou crescimento econômico sem precedentes. A reação às políticas inovadoras e até arrojadas de Juscelino partiu de vários setores da sociedade. Já em 1957, Juscelino enfrentara lockout de cafeicultores de São Paulo, Minas e Paraná que, pelas estradas, mobilizaram agricultores com suas máquinas (a “Marcha da Produção”), enquanto o Pacto de Unidade Intersindical (PUI) articula em São Paulo, 450 mil operários na greve contra a carestia. No fim do governo, as classes médias, embora tenham experimentado melhora em suas condições de vida, estavam insatisfeitas com a política desenvolvimentista”. (Adriana Lopez e Carlos Guilherme Mota. História do Brasil: uma interpretação)

A partir da leitura do texto e de seu conhecimento a respeito do governo do presidente JK, é correto assinalar que a reação às políticas desenvolvimentistas, que afetavam as classes médias, derivou: 
a) do apoio de JK à Revolução Cubana, liderada por Fidel Castro em 1959;   
b) da ruptura com os Estados Unidos e a adesão a uma política terceiro-mundista;    
c) da aceleração da inflação e aumento do endividamento do país com o exterior;   
d) da ruptura com o PSD, partido que congregava a burguesia e o empresariado;    
e) do grande fracasso do Plano de Metas, especialmente nos setores da indústria e dos transportes.    


Continua...

-------------------------------

-------------------------------







Gabarito das objetivas

2. C
4. C
5. A
8. C
9. C
10. C




Comentários

Conteúdo Correspondente