Brasil alterou seu status...

00:03 Junior Lopes 6 Comentários

Movimentos democráticos pelo Brasil
O povo nas ruas... novamente!

Manifestações democráticas pelo Brasil mexem com todos

E o José Antonio aproveitou para deixar suas palavras


Colégio Construindo o Saber


O texto abaixo foi escrito pelo José Antonio, do 6º ano, que se envolveu bastante (dentro do possível) com as manifestações que assolaram o Brasil neste mês de junho. Ainda não sabemos quais serão os resultados de todas essas reivindicações, mas uma coisa é certa: toda essa movimentação mexeu com as cabeças de nossos jovens e até das nossas crianças, e isso ninguém pode controlar!

Leia o texto e conheça as ideias do José Antonio:

Brasil alterou seus status de “Deitado eternamente em berço esplêndido” para “Verás que um filho teu não foge à luta”.

Então todo mundo já deve estar sabendo das manifestações que estão ocorrendo no Brasil porque subiram o preço da passagem de ônibus em 20 centavos. As pessoas ficaram revoltadas e foram para as ruas protestar.
É sério, nesse momento senti orgulho de ser brasileiro!
Aquilo foi a gota d’água! Corrupção, zero saúde, zero educação e ainda fizeram isso de aumentar 20 centavos. Aí nesse ponto não deu mais!
O Brasil, na minha opinião, era um país com algumas pessoas folgadas, que não faziam nada, que também não ligavam de serem controladas, até isso acontecer. Então senti orgulho de ser um brasileiro!
Vou falar um pouco do que aconteceu nas manifestações.
Na primeira manifestação tudo estava bem pacífico, só que aconteceu uma coisa lá e tudo saiu do controle, a polícia chegou, aí saiu realmente do controle.
Muitas pessoas que estavam na manifestação disseram que a policia estava totalmente despreparada. Muitos que estavam só passando por lá levaram surras dos policiais.
Quando acharam que a manifestação tinha acabado, os manifestantes estavam indo embora, aí chegou a PM e começou a jogar bomba de gás e bombas que tacavam estilhaços. Nossa!
Mas as pessoas não desistiram e foram às ruas e continuaram as manifestações. Claro que tinham vândalos lá e tal.
Algumas das coisas que já estavam acabando com o Brasil eram a má educação, os políticos corruptos, a má saúde, bilhões de reais indo para estádios de futebol. E se alguém sofre um acidente? Vai pro estádio??
Os Anonymous também ajudaram muito nas manifestações.

Então, obrigado a todos por lerem o meu texto e ate a próxima!


6 comentários:

Obrigado pelo seu comentário, ele estará visível assim que for aprovado.

Comentários anônimos podem ser publicados, porém não serão respondidos. Então, se quiser uma resposta, identifique-se. Ok?

Mais uma coisa, dependendo da correria do dia a dia, pode ser que eu demore um pouquinho para responder, mas pode ficar tranquilo que, cedo ou tarde, responderei.

Um abraço do professor Júnior!

Entrevistas com integrantes do Movimento Passe Livre

22:16 Junior Lopes 0 Comentários

Movimento Passe Livre
O que o MPL tem a dizer, sem intermediários

Movimento Passe Livre na mídia

Muito se ouve falar sobre os interesses do MPL, mas o que seus integrantes têm a dizer?





Assista a entrevistas de Caio Martins, Nina Cappello e Lucas Monteiro de Oliveira, integrantes do Movimento Passe Livre, ao Estadão e ao programa Roda Viva, da TV Cultura. O Movimento Passe Livre está diretamente ligado aos movimentos que têm acontecido pelo país nas últimas semanas.



Entrevista de Caio Martins à TV Estadão



Entrevista de Nina Cappello e Lucas Monteiro de Oliveira
ao programa Roda Viva, da TV Cultura.
Em 4 blocos, assista a todos


0 comentários:

Obrigado pelo seu comentário, ele estará visível assim que for aprovado.

Comentários anônimos podem ser publicados, porém não serão respondidos. Então, se quiser uma resposta, identifique-se. Ok?

Mais uma coisa, dependendo da correria do dia a dia, pode ser que eu demore um pouquinho para responder, mas pode ficar tranquilo que, cedo ou tarde, responderei.

Um abraço do professor Júnior!

Movimento Passe Livre

21:47 Junior Lopes 0 Comentários

Movimento Passe Livre
Protestos se espalham por todo o país.

Protestos pelo país quebram a inércia dos movimentos estudantis

Começou por R$ 0,20...




Não fique feliz somente por viver em uma época na qual as manifestações populares voltam a aparecer pelo país. Informe-se, discuta com seus amigos, com seus pais, com seus professores. Saiba o que acontece na sua época e fuja da apatia. Seja crítico! Se você vive em uma cidade que passa por manifestações (ou não), procure informações, veja se concorda com os movimentos, mas não de forma superficial, reproduzindo o que escuta aqui e ali, vá fundo e descubra quais são os ideais envolvidos em toda a discussão, seja imparcial até descobrir em quê você acredita e, só então, tome partido.
Nos últimos dias pudemos testemunhar uma chama se reacendendo, trazendo à tona insatisfações que começaram pela não aceitação no reajuste da tarifa do transporte público na cidade de São Paulo. O movimento cresceu (com grande impulso das redes sociais), atingindo, além da capital paulista, segundo o jornal Folha de S. Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza, Vitória, Maceió, Belém, Salvador, Curitiba, Porto Alegre, Londrina (PR), Foz do Iguaçu (PR), Indaiatuba (SP) e Juiz de Fora (MG). Em meio às manifestações, protestos contra a tarifa do transporte público, as obras da Copa, a corrupção, a violência... motivos não faltam.

Se você ainda está alheio a tudo isso(!), esses links podem dar uma força. Lembre-se de sempre analisar de forma crítica todas as informações que chegarem até você, processe-as antes de reproduzi-las.


Eliane Cantanhêde:
A década de 2000 passou em branco. Inebriados pelo mito Lula e a miragem da esquerda pura e ética, os movimentos acomodaram-se e a estudantada recolheu-se à sala de aula. Utopias e sonhos coletivos cederam às ambições pessoais. O "cada um por si" venceu o "um por todos, todos por um".
As manifestações de agora começaram por 20 centavos a mais na passagem de ônibus em São Paulo e alastraram-se para Rio, Curitiba, Goiânia, Teresina e outras capitais. Coincidiram com os tambores de guerra dos índios e podem ser o fim da longa hibernação, um sinal para os Poderes da República.

Carlos Heitor Cony:
Governo JK (1956-1961). (...)
Em meio de seu mandato, estoura um movimento no Rio: estudantes ligados à UNE, a pretexto de um aumento nas passagens dos bondes, imobilizam a cidade, deitando nos trilhos da Light e exigindo um recuo do governo que autorizara as novas tarifas.

Suzana Singer (Ombudsman da Folha de S. Paulo):
A primeira onda de críticas acusava a imprensa de tratar a todos como "vândalos" e de destacar apenas os estragos provocados pelo que seria um pequeno grupo entre os milhares de manifestantes.
(...)
Tudo mudou na edição de sexta-feira. A Folha era toda crítica à ação policial, avaliada como "violenta". Havia flagrantes de abusos, depoimentos de feridos, o relato de que os distúrbios foram provocados pela Tropa de Choque e até uma foto de manifestantes "do bem" ajudando um senhor a fugir da confusão.

Rafael Siqueira e Matheus Preis, do Movimento Passe Livre (MPL):
Jovens estudantes, jovens trabalhadores, jovens da periferia, jovens secundaristas. Forma-se na cidade uma nova geração que não aceita as péssimas condições do transporte coletivo e, mais ainda, compreende a necessidade de sair às ruas para lutar pelo direito à cidade e à mobilidade urbana.

No programa Roda Viva da TV Cultura, no dia 17/06 às 22 horas, entrevista com militantes do Movimento Passe Livre. Clique aqui para assistir as entrevistas.




0 comentários:

Obrigado pelo seu comentário, ele estará visível assim que for aprovado.

Comentários anônimos podem ser publicados, porém não serão respondidos. Então, se quiser uma resposta, identifique-se. Ok?

Mais uma coisa, dependendo da correria do dia a dia, pode ser que eu demore um pouquinho para responder, mas pode ficar tranquilo que, cedo ou tarde, responderei.

Um abraço do professor Júnior!

Transcrição de documento histórico

23:52 Junior Lopes 0 Comentários

Sertanópolis
25/set/1928


Instalação do Distrito Judiciário de Sertanópolis

Transcrição feita a partir de revista publicada em 06/06/1968


Sertanópolis



Transcrição do "Termo da instalação do distrito Judiciário de Sertanópolis, Municipio e Termo de São Jeronymo Comarca do Tibagy, Estado do Paraná" (Documento extraído da revista comemorativa do 34º aniversário de Sertanópolis, 06/06/1968).



Termo da instalação do distrito Judiciário de Sertanópolis, Municipio e Termo de São Jeronymo Comarca do Tibagy, Estado do Paraná. Aos vinte e cinco dias do mês de setembro de mil novecentos vinte e oito, as doze horas, na casa que servirá de séde ao Juizado Distrital, sita a rua Anchieta esquina da rua Alves Cabral, presentes o meritíssimo Juíz Municipal, doutor Jorge de Serpa, os camaristas Srs. Luiz Deliberador, João Rosa, Lourenço Antonio da Veiga, Irineu Batista, Arcilio Ramos, P. Casagrande, G. Deliberador, José dos Reis Loução, Francisco Gregorio de Oliveira, Joaquim Felippe de Souza, Sebastião do Prado, Pedalyrio Dias de Castro, Eleutherio Augusto de Almeida, Manoel Fernandes, João Rosa Filho, João da Costa Abreu, Francisco Alberti, João Augusto Pereira, João Moraes, Custodio L. dos Santos, e ahi foi vindo o cidadão José Fagundes, primeiro Juiz Distrital, e tendo dito haver prestado o devido compromisso no dia 21 do corrente mes, perante o Sr. Prefeito de São Jeronymo, mandou a mim, Escrivão Ad-hoc, que lesse a Lei n. 2448 de vinte e cinco de março de mil novecentos e vinte e sete pela qual foi creado o Distrito judiciário de Sertanópolis, o que foi feito, e em seguida o mesmo Juiz declarou instalado este Distrito Judiciário, tendo usado da palavra o Sr. Luiz Deliberador o qual salientou a significação daquela solenidade e a importancia da elevação de Sertanópolis á Distrito Judiciário, o que se devia a S. Excia. o Sr. Doutor Affonso de Camargo, preclaro presidente do Estado, de cujo benemérito Govêrno, Sertanópolis podia ainda esperar muitos outros benefícios, como, aliás, todo o Estado do Paraná, á cuja felicidade o grande paranaense se dedica esforçosamente. Findo o que, mandou o referido Juiz Distrital em exercicio lavrar o presente termo, que veio por ele assignado, pelo Meretissimo Juiz Municipal e mais pessoas presentes. Eu, Manoel Rebello Loureiro dos Santos escrivão ad-hoc, o escrevi e assigno".



Clique aqui para conhecer outros documentos históricos no blog.

Você tem algum documento, foto ou publicação sobre a história de Sertanópolis e quer compartilhá-lo na nossa página? Clique aqui e deixe suas informações para que possamos entrar em contato.


0 comentários:

Obrigado pelo seu comentário, ele estará visível assim que for aprovado.

Comentários anônimos podem ser publicados, porém não serão respondidos. Então, se quiser uma resposta, identifique-se. Ok?

Mais uma coisa, dependendo da correria do dia a dia, pode ser que eu demore um pouquinho para responder, mas pode ficar tranquilo que, cedo ou tarde, responderei.

Um abraço do professor Júnior!

Aprenda a cantar o hino de Sertanópolis

15:51 Junior Lopes 2 Comentários

Cante o hino de Sertanópolis
Cante o hino de Sertanópolis

Toda vez que precisa cantar o hino da cidade você passa vergonha? Então já passou da hora de aprender! No player abaixo você escuta o hino e pode acompanhar a letra, que está reproduzida logo abaixo do player. Você ainda pode baixar o hino para o seu computador, é só clicar aqui (na tela que se abrir clique em 'Baixar através do seu navegador').


Clique aqui e baixe o Hino de Sertanópolis para o seu computador.


Letra do Hino de Sertanópolis:
Autoria: Letra: Pe César Bano Música: José Guerini

Salve! Salve, cidade ubertosa,
Luminar de bravura e valor:
salve, orgulho de gente operosa,
Sertanópolis, d'alva fulgor!

Sertanópolis, terra florida,
deste norte cidade primeira,
duma imensa floresta nascida,
do trabalho tu foste pioneira.
Tibagi noite e dia relata
a gloriosa tua história da mata.

Quando a serra e o machado cantando
os filhotes da onça acordava,
de veneno sua flecha encharcando,
da tua taba o selvagem migrava.
Foi com lágrimas, sangue, esperança
que o empolgante progresso se avança.

Desta Pátria risonho recanto,
o diadema que te trança a flora,
as tuas frutas, teus brincos d'encanto
te proclamam formosa senhora:
sobre o manto de messes, de flores
o sol brilha em múltiplices cores.

Teu pacífico bronze sagrado,
de três séculos teste da história,
o titânico esforço engendrado
narre ao mundo e a façanha de glória.
Diga àquele que indaga sua sorte
que é da mente e do braço este norte.

2 comentários:

Obrigado pelo seu comentário, ele estará visível assim que for aprovado.

Comentários anônimos podem ser publicados, porém não serão respondidos. Então, se quiser uma resposta, identifique-se. Ok?

Mais uma coisa, dependendo da correria do dia a dia, pode ser que eu demore um pouquinho para responder, mas pode ficar tranquilo que, cedo ou tarde, responderei.

Um abraço do professor Júnior!

Trabalho sobre o município - 2013

13:51 Junior Lopes 0 Comentários

Sertanópolis - 79 anos
Sertanópolis - 79 anos

Orientações para os trabalhos

Sertanópolis - 79 anos - 2013


Colégio Construindo o Saber


Aos alunos do Ensino Fundamental (6º, 7º e 9º anos) do Colégio Construindo o Saber. Para realizarmos os trabalhos sobre o município e seus 79 anos de emancipação, lembrem-se que a Biblioteca Pública será nossa maior fonte de pesquisa. Os links abaixo também podem auxiliar como complemento às informações principais:



Em caso de dúvidas, comentem esta postagem ou mandem uma mensagem pelo Facebook.

Trabalho de História

0 comentários:

Obrigado pelo seu comentário, ele estará visível assim que for aprovado.

Comentários anônimos podem ser publicados, porém não serão respondidos. Então, se quiser uma resposta, identifique-se. Ok?

Mais uma coisa, dependendo da correria do dia a dia, pode ser que eu demore um pouquinho para responder, mas pode ficar tranquilo que, cedo ou tarde, responderei.

Um abraço do professor Júnior!